15 dicas que toda mãe de primeira viagem deve saber

15 dicas que toda mãe de primeira viagem deve saber

Acompanhe neste post 15 dicas especiais para mãe de primeira viagem!

 

Você é mãe de primeira viagem?

Esta muito ansiosa com a proximidade do nascimento do seu bebê?

Se a resposta da primeira pergunta foi sim, imagino que a da segunda também será sim…

 

O nascimento de uma criança gera muita ansiedade nas mães, principalmente se elas estão na primeira gravidez. Mesmo após meses de conversas com o médico, leituras de livros sobre cuidados com recém-nascidos, é comum que as futuras mamães fiquem cheias de dúvidas.

Se você é portadora desse sentimento, não precisa se envergonhar, pois todas as mulheres que já são mães passaram por essa situação.

Essas dúvidas são oriundas muitas vezes do medo do desconhecido, medo de falhar como mãe, ou do desejo de cuidar do bebê da melhor maneira possível. Ademais, a aparência frágil dos recém-nascidos faz com que as mães fiquem com medo de machucá-lo, dentre tantas outras causas de dúvidas e consequentemente ansiedade.

Um dos eventos mais emocionantes na vida (tanto para o pai quanto para mamãe) é tomar nos braços seu bebê recém-nascido! Depois de 9 meses de agonia, angústia, dores, ansiedade, é chegada a hora mais esperada… “conhecerem” pela primeira vez seu filho.

 

Se você nos acompanha aqui no blog sabe que temos 2 filhos (Ana Clara de 5 anos e o Davi de 2 anos)… Já passamos por esta experiência, sentimos os mesmos sentimentos que você possa estar sentindo… acredite tudo isso irá passar e além do mais, sentir-se assim cheia de dúvidas é mais normal do que você imagina... ter preocupações e inquietações em relação a estar grávida, ter um filho saudável, o pós-parto, a educação do seu filho, seu relacionamento, dentre outras.

Em casos mais severos, estes sentimentos podem refletir diretamente na saúde de seu bebê. Mães muito ansiosas podem gerar filhos abaixo do peso, mal formados e prematuros, etc.

 

Mesmo sabendo que é normal ter dúvidas sobre os cuidados com o bebê, você ainda está preocupada, ansiosa?

 

Fique tranquila, pois, nesse artigo, daremos 15 dicas feitas especialmente para mães de primeira viagem. Continue lendo esse post e terá acesso informações que todas as futuras mamães devem ter em mente.

 

 

1. Participe de palestras/cursos/eventos para gestantes! 

Informação nunca é demais.

A chegada de um filho é um momento mágico na vida de uma mulher, e por este motivo, a preparação para o nascimento do seu bebê é imprescindível. Algumas maternidades até oferecem tais cursos, se informe e participe!

Tais cursos visam orientar mães e pais sobre o período da gestação, o parto, puerpério, além de oferecerem muito conteúdo teóricos e aulas expositivas com os cuidados com o recém-nascido, além de desenvolver capacidades naturais e instintivas da mulher e também de fortalecer o vínculo e participação do pai no processo de gestação, parto, pós-parto e no início da vida do bebê. Se informe nas maternidades de sua cidade.

Outra possibilidade são os cursos e eventos online, existem alguns portais na internet que costumam oferecer cursos gratuitos. Abaixo deixaremos link para um destes cursos gratuitos:

Cursos para gestantes do site Bebê.com – São 21 vídeo-aulas que abordam desde o início da gestação, as mudanças do corpo, alimentação e desenvolvimento até o pós-parto e amamentação. Vale a pena conferir: Clique AQUI para conhecer



 

2. Durma na hora que o bebê estiver dormindo

Nos seus primeiros dois meses de vida, o bebê costuma acordar durante a noite, de 3 em 3 horas, para mamar. Além de alimentá-lo, você terá que dar banho e trocar as suas fraldas. Em meio a essas tarefas, terá que se alimentar, tomar seu próprio banho, receber visitas, atender o telefone, etc.

Diante da descrição da jornada de uma mãe de primeira viagem, você deve estar pensando: “Eu não vou conseguir dormir, certo?”

Errado.

Aproveite os momentos que o seu bebê estiver dormindo para tirar uma soneca. Algumas horas de sono são muito importante para as mães de recém-nascidos. Além de repor as energias, estimulam a produção de leite.

 

3. Estimule o vínculo com o seu filho progressivamente

É de suma importância para o bebê enxergar a mãe como uma forma de abrigo e proteção. Por esse motivo, crie, gradativamente, um vínculo maior com o seu filho. Para estabelecer essa ligação, encoste a criança no seu peito, fale baixo no seu ouvido e olhe-o nos olhos.

Esse vínculo não deve ser estabelecido apenas com a mãe, mas também com o pai.
Cuidar da criança é uma tarefa que deve ser desempenhada de forma conjunta, uma vez que ambos geraram o bebê.

 

4. Não recuse ajuda dos seus familiares e amigos

Você acabou de ter um filho, algo que muda a sua vida para sempre, e ele precisa de toda a sua atenção. Por isso, não tenha receio de pedir ajuda ao seu cônjuge ou aos seus pais, irmãos e amigos para manter a sua casa organizada, fazer as compras e a comida.

A ajuda de pessoas próximas será importante para você possa manter o foco nos cuidados com o bebê.

 

5. Não fique assustada com fato do bebê chorar muito

O recém-nascido não fala. Logo, a única forma dele se comunicar com as pessoas que estão ao seu redor é o choro. Por isso, o seu bebê irá chorar quase o tempo todo, mas isso não significa que ele está com fome.

O choro da criança pode ser causado por cólicas, dor de ouvidos, fraldas molhadas, azia, ou até mesmo pelo fato da criança querer ficar um pouco no seu colo.

Nos casos que você não conseguir identificar o motivo do choro do seu bebê, simplesmente atenda-o. O contato da criança com os pais e outros adultos auxilia no desenvolvimento do potencial cerebral do bebê.

 

6. Evite o excesso de estímulos

Quando o parto não ocorre de forma prematura, o bebê passa nove meses no útero da mãe, que é quente, escuro e silencioso. Ao nascer, a criança é exposta a luz forte da sala de parto. Não é nenhuma surpresa que o pequenino chore, certo?

Devido a essa mudança repentina de ambiente, não é recomendável que a criança seja exposta a ambientes com muito barulho e claridade excessiva nos primeiros meses de vida. Quanto mais estímulos o bebê receber, mais irritado e irá ficar e consequentemente mais ele irá chorar.

 

7. Aprenda a acalmar o seu filho

Saber acalmar a criança quando ela está chorando é muito importante. Mas isso é algo que você irá aprender com o tempo. Geralmente, os bebês ficam calmos quando damos leves tapinhas em suas costas, balançamos e reproduzimos sons rítmicos como “shiiiii”. Você pode experimentar cada uma dessas técnicas e adotar aquela que o seu filho gostar mais.

 

8. Saia para passear com o seu bebê

O fato do seu filho ter poucos meses de vida não significa que ele tem que ficar enclausurado. Assim que o pediatra liberar o bebê para sair de casa, aproveite o sol das primeiras horas da manhã e leve-o para passear no parque ou na praça. A exposição aos raios solares estimulará a produção de Vitamina D, que é importante para o fortalecimento dos ossos.

Quando a criança estiver um pouco maior, e os passeios se tornarem mais longos, você terá que levar uma série de apetrechos: lenços umedecidos, fraldas descartáveis, pomadas contra assaduras, fraldas de mão, forro para o fraldário e, pelo menos dois pares de roupa.

 

9. Tenha sempre o telefone do pediatra por perto

As mães sempre se preocupam com a saúde dos filhos, principalmente quando são de primeira viagem. Por esse motivo, é fundamental que você tenha o telefone do pediatra do seu pequeno sempre à mão.
Desse modo, caso tenha alguma dúvida ou aconteça algo com o bebê, você pode entrar em contato com o médico e solucionar tudo.

 

10. Siga o seu instinto materno e converse com outras mães

Você acredita em instinto materno?

Se a sua resposta para essa pergunta foi negativa, está na hora de começar a acreditar.

Chamamos de instinto materno a percepção que a mãe possui dos motivos do choro do seu filho. Em outras palavras, você percebe se o bebê está com fome, sono, dor ou um pouco manhoso através da intensidade com que ele está chorando.

Conversar com outras mães lhe ajudará a desenvolver o instinto materno. Através da troca de experiências com mulheres que já tiveram filhos, você entenderá, aos poucos, as formas de expressão do bebê por meio do choro e como diferenciá-las.

 

11. Ajude o bebê a dormir

Por mais que o bebê goste de “brigar com o sono”, ajude-o a ter o hábito de dormir bem desde cedo. Coloque-o no berço quando ele ainda estiver acordado e deixe-o sozinho. No início, a criança pode estranhar um pouco e chorar, mas, com o tempo, ela se habituará a essa rotina.

O ideal é que o seu filho aprenda a dormir sozinho, mas você pode ajudá-lo criando um ritual para que o sono chegue mais rápido. Nesse ritual, você pode dar um banho morno no bebê, alimentá-lo, vesti-lo com o pijama e colocá-lo para dormir. (Temos um post sobre como fazer o bebê dormir a noite toda, clique neste link aqui!)

Embora muitas mães adotem tal prática, não faça o seu filho pegar no sono embalando-o e cantando músicas de ninar. Tais práticas deixarão a criança acostumada a dormir somente desse modo.

 

12. Não tenha receio de voltar a trabalhar

Atualmente, muitas mulheres que se tornam mães estão inseridas no mercado de trabalho. No entanto, quando a licença maternidade começa a se aproximar do final, elas se perguntam “Quero voltar a trabalhar, mas será que o meu filho ficará bem sem a minha presença?”

Se você deseja voltar a trabalhar, deve fazê-lo sem peso na consciência. Será melhor para a criança ter uma mãe que está feliz por ter conseguido se recolocar no mercado do que uma mãe frustrada e deprimida porque abriu mão de uma parte importante da sua vida.

 

 

13. Deixe o seu filho brincar

É comum que as crianças caiam enquanto brincam. Tais situações são parte do processo de aprendizado. Sendo assim, não deixe que o bebê vá para locais perigosos, mas não o impeça de andar e engatinhar.

Por mais que você tenha que ficar de olho no seu pequeno para que ele não machuque, você não precisa ficar paranoica e deixar a criança o tempo todo no carrinho ou no berço. Quando aprender a engatinhar e, consequentemente, andar, dificilmente você conseguirá mantê-lo quietinho.

 

14. Não exagere nas compras para o bebê

Hoje em dia, as ofertas de produtos para bebê são imensas. Alguns produtos que estão à venda facilitarão a sua vida, enquanto outros, como aquecedor de lenços umedecidos, serão completamente inúteis.

Tenha sempre algo em mente: compre apenas aquilo que realmente será necessário para o bebê. Provavelmente, quando você nasceu, as crianças usavam fraldas de pano e a sua mãe sobreviveu.

 

15. Aceite as suas falhas

Esse último item da lista é o mais importante. Mesmo seguindo todas as recomendações do pediatra e de todos os livros que leu durante a gravidez, você não evitará que o seu bebê sinta dor ou conseguirá prever todas as situações de risco que ele irá enfrentar.

 

Como qualquer ser humano, você irá cometer falhas, não apenas quando o seu filho tiver poucos meses de vida, mas também no processo de desenvolvimento dele.

O importante é que você aprenda com os seus erros e troque de método quando for preciso. Se você ficar angustiada por alguma falha que cometeu, não tenha medo de chorar, ou procurar algum amigo ou familiar para conversar. Essas atitudes diminuem o estresse e ajudam a recuperar o controle da situação.

Gostou deste post mamãe? Compartilhe conosco a sua opinião e ficaremos felizes em saber um pouquinho da sua experiência. Caso possua alguma dúvida que possamos responder, deixe seu comentário abaixo, nós lhe retornaremos o mais rápido possível.

Não se esqueça de compartilhar esse artigo nas redes sociais para que mais mães de primeira viagem saibam dessas dicas!

Veja nosso artigo:  “Guia definitivo para decoração do quarto de bebê!”. Um guia completo que irá te auxiliar na decoração do quarto do bebê. 

Também super recomendamos que você veja nosso post sobre como fazer o bebê dormir a noite inteira.

Recomendados para você!
DIGA ADEUS AS RUGAS COM AGELESS
Acessar
Experimente os benefícios de uma pele bonita e saudável hoje mesmo!!
NUTRIÇÃO PARA GESTANTES
Acessar
Elimine todas as sua dúvidas e viva com tranquilidade e confiança esse momento tão especial da sua vida.
PROBLEMAS COM O SONO DO BEBÊ?
Acessar
Método revela os maiores segredos para bebês dormirem a noite toda!

Posts Relacionados

Dicas para Mãe de Primeira Viagem Ser mãe de primeira viagem é uma tarefa nada fácil. Por mais que a gente converse sobre o assunto, leia muito, tire dúvidas com nosso médico, etc, a...
Reflexão o nascimento e o crescimento dos filhos&#... Reflexão o nascimento e crescimento dos filhos... O nascimento e crescimento dos filhos! A notícia da espera de um bebê e a experiência de se vivenc...
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...